Tudo embolado, tudo em aberto

A parte de cima da classificação embolou de vez com os resultados do fim de semana. As vagas para a Libertadores estão em aberto, o título está em aberto. O Figueira está briga de vez.

O que mais tem me chamado a atenção nesta sequência de cinco vitórias consecutivas é o nível de confiança que o time alcançou. Para mim, o Figueirense jogou bem mesmo contra Grêmio e Palmeiras. Não fez grandes jogos contra América, Bahia e Botafogo. Mesmo assim venceu todos.

Quando a fase é boa, o time está bem ajustado e a confiança está lá em cima, tudo passa a ser possível. São dois pontos para a Libertadores, cinco para o título. O Figueirense é segundo melhor time do returno. É o que tem, no momento, a maior sequência de vitórias e a maior série invicta. Tudo é possível.

O jogo de sábado era para quebrar marcas, fosse de um lado ou de outro. Valeu a escrita favorável ao Figueirense, de nunca ter perdido para o Botafogo no Rio de Janeiro por campeonatos brasileiros. Mais, o Furacão fez o que ninguém havia ainda conseguido fazer no Engenhão: derrotar o dono da casa.

O Figueira está no caminho certo. São cincos jogos para um grande sonho se concretizar. Quatro dessas partidas são em Florianópolis. Três jogos são contra adversários diretos na briga pelos primeiros postos.

Está na hora de criar o clima positivo que pode ajudar a fazer a diferença ? Sí, se puede ? nesta reta final.

Sim, podemos.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *