Os ajustes para voltar a vencer

Não é caso de fazer terra arrasada, mas o Figueira se complicou na reta final do turno. Ao conquistar somente dois pontos em três jogos, permitiu que Criciúma e Joinville o superassem na tabela.

Agora, para terminar a fase de classificação na liderança, vai ter que torcer para que Joinville e Criciúmaempatem, no máximo, seus jogos contra Metropolitano em casa e Marcílio Dias fora, respectivamente. E se o time do Sul do Estado empatar, o Figueirense precisa derrotar o Imbituba por dois gols de diferença, no mínimo, para igual o saldo de gols e levar vantagem nos gols marcados.

Não terminar a fase classificatória em primeiro lugar complica as chances de conquistar o turno, mas não as inviabiliza. É o time corrigir alguns erros táticos, individuais e de posicionamento e voltar a jogar o que pode para ser capaz de vencer qualquer adversário em qualquer lugar.

Mudanças no time titular

Primeiro, numa questão de preferência pessoal, pelo que já jogaram com a camisa do Figueira e do bom rendimento que tiveram em Criciúma, mesmo vindo de uma longa inatividade, este blogueiro manteria Roger Carvalho e Edson na zaga no lugar de João Paulo e Renato.

No meio-campo, daria um descanso para Túlio. É preciso levar em conta que não é fácil para um jogador de 34 anos ter que entrar em campo toda quarta e todo domingo logo no começo da temporada, depois de uma preparação bem mais curta do que seria o ideal. Mesmo com toda vontade do mundo, é difícil qualquer jogador manter um padrão aceitável nessas condições, o que dirá de um atleta mais veterano.

Na parte tática, minha percepção é que o Figueira joga praticamente num 4-3-3 quanto ataca, com o meia, seja Breitner, seja Fernandes, se juntando à dupla do ataque. A função desse meia é muito mais se movimentar para abrir espaço para quem vem de trás, especialmente Maicon, do que participação da criação de jogadas.

Além de sobrecarregar Maicon e deixar o meia sub-aproveitado, esse jeito de jogar faz com que Ygor e Túlio participem muito mais da armação das jogadas de ataque do que deveriam. São bons volantes, mas não são meias e não têm bom aproveitamento em finalizações de fora da área e em assistências para os atacantes.

Meias mal aproveitados

Muita gente reclama de Fernandes, mas é só prestar atenção para notar que o meia tem se movimentado muito, se desloca para receber a bola sem marcação e várias vezes não recebe o passe. Fazer com que esse meia avançado divida a armação com Maicon pode ajudar o Figueira a dificultar a marcação do adversário.

No ataque temos um probleminha adicional. Para mim, dos jogadores que eu conheço do elenco, somente Lenny faz a função de segundo atacante, abrindo pelos lados e preparando jogadas para o atacante finalizador. Reinaldo não tem mais força e velocidade para fazer isso. Dudu e Wellington são típicos atacantes de área. Héber é mais rápido que os dois, mas também tem características de finalizador e não de preparar jogadas. Como Wellington está suspenso, Reinaldo machucado e Lenny continua no estaleiro, só resta Dudu como opção, já que jogar o garoto Washington logo de cara seja precipitado para mim.

Ygor e Juninho

Há outro problema, a meu ver. Ygor e Juninho são bons jogadores, muito importantes para equipe, mas estão sendo pouco efetivos. Ygor tem que ficar mais fixo, como volante. Fazer lançamentos longos, querer dar assistência para atacantes e finalizar de fora da área não é a sua praia. Funciona melhor na proteção da bequeira.

Juninho, por sua vez, está errando muito. Se afunila pelo o meio e tenta enfiar a bola para os atacantes, erra. Se vai ao fundo e faz o cruzamento, erra. Nesse sentido, mesmo Bruno errando além da conta, acaba sendo mais produtivo.

Quem substitui Maicon?

Maicon também está fora do jogo de domingo. Assim, ou Juninho passar para o meio e Helder entra na esquerda, ou não sei o que Márcio Goiano vai fazer. Não acredito que entre com Breitner e Fernandes no meio-campo. Por outro lado, mesmo querendo um descanso para Túlio, a troca pura e simples dele por Coutinho não me agrada ? ainda não entendi porque renovaram seu contrato por três longos anos. Não conheço os outros jogadores da posição para sugerir outro nome. Fernando Gabriel pode jogar por ali?

São os meus pitacos para hora, o que penso para o momento. E você, qual sua opinião?

0 pensamento em “Os ajustes para voltar a vencer”

  1. Rafael tente reproduzir um post em cima deste.
    As chances do Figueira são minimas, aco que tem 20% de acesso, 40% permanecer e 40% para cair os calculas são simples, para o acesso temos que vencer 11 jogos e empatar 1 partida isto para ter 64 pontos, com um time deste e um tecnico deste incompetencia, que perdeu o time esta terrivel com este treineiro não chegaremos, com este preparador fisico dificil livrar-se das contosões, com este planejamento horrivel e complicado pior ainda, vejam, o jogador Ricardinho esta fora do grupo, mais que p´roduz mais que estes dois produz. a unica coisa que nosso tecnico tem é uma boa conversa, nunca foi jogador, não conhece o rola da bola,

  2. VOU SER CURTA E GROSSA:
    “Depois que o Figueirense virou negócio, o time desandou, á anos não vejo um elenco competitivo, com amor a camisa e a cada dia vem um elenco pior”.
    FIGUEIRENSE, virou negócio, e negócio visa lucro, e no futebol lucro não ganha jogo.
    O Meu medo é o PPP, deixar o Figueirense, da mesma condição que ele pegou, um time pobre, falido, na Série C, é o meu medo.
    E a dinherama, que esta diretoria ja ganhou, deve ser grande, porque ganharam milhões, caem e mostraram não ter reserva para um possível rebaixamento.
    Outro ponto é que a diretoria, sempre nos deixou com aquela visão nos 7 anos de série A: “vamos lutar para não cair, nunca almejaram algo real e não vai ser diferente na B, álias é muito discursso e pouco resultado”.

    REAGE MEU FIGUEIRA.
    FORA DIRETORIA.
    DEMOCRACIA JÁ, O TIME É DA TORCIDA, NÃO DE PARCERIAS, UMA EMPRESA.

  3. Serei sincero. Acho que a culpa não é do Roberto Fernandes (lógico que ele também erra), mas hoje ele olhou pro banco e tinha quem? Jairo, Marcelo, Paulo Sérgio, Diego Paulista…ai fica difícil! Até que jogamos bem no primeiro tempo.

    Está na hora de dar um soco na mesa e chamar a atenção da comissão técnica, médicos, enfim, pois não é possível 350 lesões por estiramento e contratura. Estamos sem Schwenck, Jeovânio, Régis, Wilson, Vinícius Pacheco, todos com lesões musculares. Ai como vou cobrar do RF?

    Faz qnts meses que o Clodoaldo se machucou? E quem veio?

    Aí é complicado cobrar do maluco do Roberto Fernandes!

    Diretoria acorda porra! Ou vão querer mais um ano na Série B ganhando 600 mil ao invés de 7 milhões que é o que o Avaí ganha esse ano?

    Ta difícil de acreditar assim

    1. Concordo contigo Henrique. Apenas para complementar: Desde que perdemos o Clodoaldo, o Figueira tem entrado em campo com menos um. Douglas, Paulo Sérgio e Marcelo são piadas. Se precisar reverter um quadro adverso com o jogo em andamento então, a coisa piora. Jairo todas as vezes que entrou NUNCA acrescentou nada (exceto um único jogo, ano passado contra o Flamengo, onde ele fez uma fumacinha).É muito pouco para as inúmeras oportunidades que teve. Depender apenas de Rafael Coelho e Fernandes também é muito pouco para um time que diz querer subir. E se concretizar a saída do Rafael Coelho a situação tende a piorar(olha a nossa fase, Rafael Coelho virou nossa salvação). Um fato que marcou a subida do time do mangue no ano passado foi quando eles evitaram a transferencia do Marquinhos para o Santos. Temos muitos jogos pela frente, muitos jogos para mudar o quadro, mas parece que os “homens” não querem. Tá fácil de ver. Tá fácil de subir. É só querer.

    2. nao concordo…

      nao sei o que o RF faz nos treinamentos….

      a turma nao ta sabendo nem bater escanteio, faltas, passe….

      po… passe de um metro???

      li esses dias que a maioria dos treinamentos eh em um periodo por dia apenas. tem que colocar essa turma ai pra suar.

  4. Caro Rafae Ziggy, penso que não podemos mais aceitar so
    conversa, temos que exigir atitude dessa diretória que não
    esta cumprindo com a sua obrigação, por exemplo das con-
    tratações efetuadas erraram em 80%, hoje nos dependemos
    quatro a cinco jogadores os outros é no maximo mediano.O
    treinador erra em todos os jogos, hoje colocar em campo o
    GRANDE jairo para armar o time e recuar o FERNANDES,
    e no minimo uma BARBARIDADE. Temos que fazer alguma
    coisa pois a persistir essa situação estamos muito mal.

  5. VERGONHA..
    JOGA BEM O FIGUEIRA NÃO JOGOU..
    SÓ SE ESFORÇOU..
    DOUGLAS?? QUE QUE EH AQUILO MEU DEUS…
    REALMENTE..SE O RAFAEL COELHO FOR REALMENTE EMBORA…A CASA VAI CAI…

    GOSTEI MUITO DO FERNANDES JOGANDO…E DO EDSON…

    EU COMPRO TODO DIA O JORNAL…E FAZ TRES SEMANAS QUE EU VEJO O SEGUINTE… “ATEH O FINAL DA SEMANA SERA APRESENTADO UM LATERAL E UM ATACANTE…”

    CADE???

    DIRETORIA FDP

  6. Tristeza não tem fim, felicidade sim. Ver o meu FIGUEIRA
    depender da armação de jogada nas mão do Jairo, que
    entrou no lugar do Paulinho. Sem diretória, sem treinador e
    com quatro ou cinco jogadores, não vamos chegar em lu-
    gar nenhum.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *