Já que entregaram…

O Figueirense parecia não estar muito a fim de vencer o 1º turno do estadual. Um tropeço aqui, outro acolá e o time sempre esteve atrás dos líderes. Só que os rivais felinos resolveram entregar o turno. O Figueira não podia se fazer de rogado e perder a oportunidade de mostrar sua boa educação: aproveitou os regalos e abocanhou a vaga na final e, mais importante, na Copa do Brasil de 2009.

As chances para tirar o Furacão Alvinegro da parada foram muitas.

Na sexta rodada, o Criciúma,invicto, com um jogo e cinco pontos a mais, veio o Scarpelli e poderia mandar o Figueira para o limbo. Tomou 4 a 2.

No oitava rodada, o Avaí, invicto, com quatro pontos de vantagem, poderia acabar com as chances do Figueira na Ressacada. Tomou 3 a 0.

Na penúltima rodada, Criciúma e Avaí poderiam eliminar o Figueira se vencessem seus jogos. Ambos perderam partidas imperdíveis, em desastres homéricos e deram a possibilidade do Alvinegro chegar ao último jogo ainda respirando.

Na última rodada, o Avaí continuava dependendo somente de si, bastando vencer em Criciúma. Mais uma vez morreu na praia.

O Figueira não podia desperdiçar a chance e não desperdiçou. Venceu o Atlético de Ibirama por 4 a 2 e comemorou a conquista do 1º turno no Orlando Scarpelli.

Tem muita gente que comemora antes da hora. Mais do que começar bem, o fundamental é terminar bem. O Figueira foi líder por uma única rodada, a última, aquela que realmente interessava. E fez isso superando todas as adversidades. Não mostrou um futebol exuberante. Ultrapassou, no entanto, as deficiências em seu elenco, as contusões, os tropeços contra os pequenos e mostrou porque é um time de chegada.

Contando com o clássico, o Figueira conquistou 13 pontos em 15 possíveis. Nestes mesmos cinco jogos, o Avaí somou sete pontos, enquanto o Criciúma somou os mesmos sete pontos em quatro jogos (a dupla da capital tinha uma partida a menos, pois seus confrontos da 1ª rodada foram adiados). A conquista é incontestável.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *