As probabilidades e os confrontos na reta final

O site Chance de Gol dá 21% de possiblidade do Figueira conqusitar uma vaga para a Libertadores. Mais importante ainda, calcula que a partir dos 63 pontos ganhos a chance de se classificar para a maior competição do continente passa dos 99%.

No post Os números mágicos, comentei que desde 2006 todos os times que chegaram aos 65 pontos conseguiram a vaga para a Taça Libertadores. Nos anos que um time previamente classificado para a competição ? campeão da Copa do Brasil ou da Libertadores daquele ano ? terminou entre os primeiros, esse número caiu para 60 pontos. Continue lendo “As probabilidades e os confrontos na reta final”

Novas metas para evitar a desmobilização

Em princípio, o discurso de jogadores, comissão técnica e dirigentes do Figueirense está afinado e bem certinho, mas me preocupa que a possibilidade do relaxamento ? natural, diga-se de passagem ? por ter assegurado a permanência na série A e as especulações antes do tempo acabem por dispersar a atenção e a motivação dos jogadores na reta final do Brasileiro. Continue lendo “Novas metas para evitar a desmobilização”

Comemorar sim, mas sem relaxar

O mais importante da partida de ontem no Scarpelli era conseguir a vitória. Para quebrar a série de seis jogos e mais de 70 dias sem vencer em casa, para garantir a permanência na série A com antecipação significativa e para sepultar a conversa sobre o risco de rebaixamento.

Quando comentávamos aqui que o Figueirense podia mais do que se preocupar em não cair, alguns não gostavam, mas o fato de ter eliminado o risco de queda quando ainda faltam oito rodadas para terminar o campeonato, comprova que tínhamos razão. Continue lendo “Comemorar sim, mas sem relaxar”

O jogo para selar a permanência

Figueirense e América-MG subiram juntos da série B no ano passado. O Alvinegro como vice-campeão e o time mineiro como quarto colocado. As campanhas dos dois na primeira divisão, no entanto, são muito diferentes.

O Figueira nunca esteve na zona de rebaixamento e fez grande parte do campeonato entre os 10 primeiros. O América sempre esteve entre os últimos colocados. No ano passado, o Coelho venceu os dois jogos contra o Figueirense. No primeiro turno desse ano, deu empate em Sete Lagoas. Continue lendo “O jogo para selar a permanência”

Os números da campanha: 5º lugar fora de casa, 14º como mandante

Com 29 rodadas disputadas, o Figueirense tem a quinta melhor campanha como visitante da série A. São 20 pontos ganhos em 15 partidas, com cinco vitórias, cinco empates, cinco derrotas e 44,4% de aproveitamento.

O desempenho alvinegro fora de casa só não é melhor do que os de São Paulo (59,5%), Flamengo (52,3%), Vasco (48,8%) e Corinthians (47,6%), quatro dos cinco melhores times do campeonato. Continue lendo “Os números da campanha: 5º lugar fora de casa, 14º como mandante”

Quase lá

Ô time desgraçado esse Figueirense. Quando a gente já está se conformando com o que tem, achando que está bom demais, esse time vem aguçar nosso entusiasmo e nossos sonhos, deixar aquela pergunta no ar: e por que não?

Brincadeiras à parte, está difícil conseguir algo além da Copa Sul-Americana, mas o campeonato está tão doido que sabe-se lá. Se voltasse a ganhar em casa, a coisa podia pegar no breu. Porque quem ganha jogos como o Figueira está vencendo fora de casa, não precisa muito mais para fazer história definitivamente. Continue lendo “Quase lá”

Onze pontos: uma grande diferença

Nunca um time que abriu 11 pontos de vantagem na 28ª rodada da série A para o primeiro time na zona de rebaixamento caiu ao final do campeonato. Nunca uma equipe em 13º lugar conseguiu abrir 11 pontos de diferença para o primeiro da zona de rebaixamento depois de 28 rodadas como é o caso do Figueira com relação aos Atléticos, Mineiro e Parananense neste ano, com 38 pontos contra 27 de ambos. Continue lendo “Onze pontos: uma grande diferença”