A hora é essa: o Figueira pode mais

Se o Figueirense pretende buscar algo mais no campeonato do que a permanência na série A esse é o momento para obter uma sequência de vitórias e se candidatar definitivamente a uma vaga na Copa Libertadores.

Pode parecer estranho falar nisso, coisa de gente fora da realidade, mas é só parar para avaliar: o que os melhores times do campeonato mostraram até agora de tão superior ao Figueirense?

Nem considero o time do Figueirense uma máquina de jogar futebol, um esquadrão cheio de talentos individuais. É um time certinho, empenhado, esforçado e que faz do jogo coletivo sua maior força. Só que avaliando friamente o futebol jogado pelas demais equipes, nenhuma delas dá de relho no Alvinegro.

Dos quatro primeiros da classificação, por exemplo, o Figueirense bateu o Botafogo no Scarpelli e o Corinthians no Pacaembu, empatou as duas contra o Vasco sem jogar bem nenhuma delas e perdeu as duas para o São Paulo, mais por uma mescla de falta de costume histórico de ganhar do Tricolor e de falta de confiança do que por  superioridade do time paulistano.

É claro que o time vai ter que jogar no limite, ter sorte de perder poucos jogadores por contusão e cartão, precisará de muito empenho e concentração para evitar erros bobos e cousa e lousa. Mas isso vale, em cada nível, tanto para os times que brigam para levar a taça quanto para os que lutam para não cair, cada um dentro de sua condição.

E qual é verdadeira condição do Figueirense? Chegou a hora de fazer o teste definitivo. O time precisa de uma sequência de três ou quatro vitórias consecutivas, coisa que não conseguiu até agora, para subir mais um patamar no campeonato e se credenciar para valer por uma vaga entre os melhores.

Até agora, o máximo que o Figueirense obteve foram duas vitórias seguidas, contra o Botafogo, na 14ª rodada ? última vitória no Scarpelli ? e sobre o Atlético Mineiro na partida seguinte. Por duas vezes o time fez sete em nove pontos possíveis. Depois de bater Botafogo e Galo, empatou com o Flamengo. Antes, da terceira a quinta rodada, venceu Atlético-GO, empatou com o Vasco e derrotou o Atlético-PR.

O Alvinegro já vem de uma vitória e agora joga em casa com o Coritiba. Pode até parecer difícil querer alcançar quatro vitórias nesta sequência, em que três destes jogos são fora de casa. Se considerarmos, porém, que o time tem enfrentado mais dificuldade em vencer no Scarpelli e não fora, as chances de obter 12 pontos aumentam.

Depois do Coritiba, o Figueira pega o Ceará e o Grêmio como visitante. Se conseguir os 12 pontos, o Alvinegro chega a 48 pontos, enterra de vez a chance de ser rebaixado, e pode subir bastante na tabela de classificação.

Claro, é fundamental vencer o Coritiba, como fez na série B do ano passado, quando tirou a liderança da competição do Coxa naquele momento (veja vídeo abaixo).

O time vai precisar de todo o apoio do torcedor, porque além dos jogadores estarem fazendo por merecer, não vai faltar gente para botar a culpa na torcida caso a vitória não venha. Então é bom preparar o gogó para domingo.

O Figueira pode sonhar com mais, pode alcançar mais no campeonato. Por que não?

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=cUPYtoqU4cg[/youtube]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *